26/02/19

Novos quiosques SIGE

De forma a prestar um serviço cada vez melhor, a EBS da Povoação procedeu à instalação de novos quiosques Unicard SIGE (http://microio.pt/project/unicard-sige/) na Escola Básica 2,3/S Maria Isabel do Carmo Medeiros, um no átrio da escola e um no refeitório.
Os mesmos utilizam os cartões já em uso no estabelecimento de ensino e permitem aceder aos vários serviços da escola: bar, cantina,  papelaria, também acessíveis online em:  http://kiosk.ebsp.edu.azores.gov.pt/PortalSIGE/index.php .

O Conselho Executivo agradece o uso responsável dos mesmos.

14/02/19

Projeto MEDEA 10ª edição - EBS da Povoação selecionada

   A 24 de janeiro, a EBS da Povoação foi selecionada de entre 37 escolas (apenas 25 escolas participam no concurso) - a única escola concorrente da Região Autónoma.
   Os alunos do 12º ano, na disciplina de Física, inscreveram-se no projeto MEDEA10 (medea.spf.pt), que visa estudar os campos eléctricos e magnéticos de muito baixa frequência (0 a 300 Hz) que são produzidos por qualquer equipamento ou circuito eléctrico. Em particular, os alunos vão ser encorajados a efectuar medições destes campos na escola, no seu ambiente doméstico e na vizinhança de linhas de transporte de energia eléctrica. Para além disso serão encorajados a procurar informação cientificamente credível sobre os eventuais efeitos destes campos na saúde humana.
   O projeto tem a duração de cerca de 25 semanas.
   Iniciou-se a 29/10/2018, com um curso online "feX Mag3D /e-lab", curso este preparatório para o MEDEA, produzido pelo IST com o apoio da SPF; alguns dos alunos participaram e concluíram o mesmo com sucesso.
   As equipas participantes no MEDEA deverão criar uma página na internet, dedicada ao projeto MEDEA onde apresentam todos os resultados obtidos, pesquisas efetuadas e outras informações.
Vamos apoiar a equipa: novelaosteam.home.blog

Prof B3 - Serviço de Vinhos


Hoje foi dia de aula prática com simulação de Serviço de Vinhos. As alunas do curso puderam treinar o serviço completo de vinhos em contexto de sala de aula mas, não se preocupem, dentro das garrafas havia sumo de uva e sumo de maçã.












Declaração: não houve bebidas alcoólicas envolvidas na simulação. As garrafas apresentadas serviram com o único propósito de simular o serviço de vinhos e não refletem patrocínio nem publicidade às respectivas marcas registadas, propriedade das empresas correspondentes.
O Formador: Armando Costa

13/02/19

Comentários críticos ao conto «Natal», de Miguel Torga


          
  Ler o conto «Natal», de Miguel Torga foi bastante agradável.
            A história, para alguns, pode ser um retrato da sua vida, pois há pessoas que não têm família e têm de mendigar para sobreviver, e passam o Natal sozinhas.
Considero que o conto tem algumas partes bonitas, por exemplo, a parte final em que Garrinchas pega na imagem de nossa senhora com o menino ao colo e a transporta para junto da fogueira.
Por outro lado, o enredo é um pouco triste, pois o conto indica-nos que na terra em que Garrinchas vivia ninguém lhe dava nada. Senti-me aflita por pensar no que o pobre homem sofria para sobreviver.
Eu penso que no final tudo acabou bem, pois a santa com o menino, juntamente com Garrinchas, formou uma verdadeira sagrada família.
Filipa C., 8º ano


            Depois de ler o conto «Natal», de Miguel Torga, senti-me bem.
            Em relação ao tema, é contada uma história de Natal e isto fez-me apreciar o conto, porque o Natal é a minha parte favorita do ano.
            Relativamente à história, podemos perceber que o velho Garrinchas pedia esmola para sobreviver e generosamente as pessoas davam-lhe de comer. Assim, este texto ensina-nos o quão bom é partilhar.
O autor deste conto fez algumas comparações interessantes , por exemplo, a parte em que se comparam os penedos aos penitentes.
Quanto ao tamanho do texto, achei um aspeto negativo, pois apreciei ler esta história e gostava que fosse maior. Fez-me falta perceber se o velho chegou ou não à sua «manjedoira nativa».
Finalmente, considero que este conto tem um final feliz e classifico-o como uma boa história de Natal, já que podemos saber como era passada esta festividade no século passado. Recomendo a quem gosta tanto do Natal como eu ler este conto.
Dinarte M., 8º ano

            O conto «Natal», de Miguel Torga, proporcionou-me, durante a sua leitura, um momento bastante agradável.
            Quanto ao tema, «Natal», acho que foi adequado ao conto, pois o objetivo da personagem principal era passar a consoada na aldeia onde nascera.
            Segundo a história, o velho Garrinchas era um pobre de pedir, mas quase nunca tinha sorte; porém, era um velho respeitado pela sua sabedoria.
            Relativamente à narrativa, penso que cada expressão nos transmite várias mensagens, umas de alegria, outras de tristeza, consoante os passos do velho Garrinchas. Alguns recursos expressivos são difíceis de perceber, como por exemplo, «fez ouvidos de mercador à fadiga».
            Em relação ao conto, no geral, na minha opinião, considero que tem uma história interessante, pois o desfecho é muito agradável e santo. O velho de pedir fez de S. José e a estátua fez de «quem é», ou seja, Maria, mãe de Jesus. A sagrada família estava ali representada.
            Aconselho a leitura deste conto, pois a pureza e ironia deste velho Garrinchas fez com que houvesse um milagre de Natal em ter visto aquela ermida. É uma leitura rápida e divertida.
Tamara B.,  8º ano

Inês Marcelino, Professora de Português da EBS da Povoação

11/02/19

Abriu mais uma época de caça aos asteróides

   Os alunos do 12º ano de Física continuam empenhados na caça aos asteróides, caça esta que continua a ser promovida pelo IASC (International Astronomical Search Collaboration) e, em Portugal, pelo NUCLIO.


Ainda agora abriu a "caça" e a EBS da Povoação já conta com mais duas descobertas!


06/02/19

São Valentim - EBS da Povoação


Com o intuito de celebrar o dia de São Valentim, a Escola Básica e Secundária da Povoação, em colaboração com a Câmara Municipal da Povoação, está a organizar um miniconcerto, no hall de entrada, a ter lugar no próximo dia 14 de fevereiro.
A atuação decorrerá durante o intervalo das 10:00h. e no local haverá também uma moldura de um coração gigante onde os alunos poderão tirar fotos sozinhos, aos pares ou em grupos.